segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Festas de Todos os Santos em Quinta do Anjo mostram tradição com mais de 200 anos


Tradições religiosas, cavalhadas à antiga portuguesa, animações musicais e gastronomia são os atrativos da 261.ª edição das Festas de Todos os Santos, em Quinta do Anjo, a decorrer entre os dias 27 de outubro e 1 de novembro.
O certame, promovido pela Associação de Festas de Quinta do Anjo, em parceria com a Câmara Municipal, e com o forte envolvimento da população e das associações locais, proporciona seis dias de animação naquela que é uma das festividades mais antigas e tradicionais do concelho de Palmela
Paco Bandeira, Herman José, Jorge Nice, Edu Miranda Trio e o European Woodwind Classical Ensemble são alguns dos artistas convidados da 261.ª edição da Festa de Todos os Santos, que conta ainda com atuações musicais a cargo de Desenfado, Box Band & The Funk Project, Dixie Gang, Ma Belle, Mama Mia (tributo aos ABBA) e do projeto Não Há 2 Sem 3.
A inauguração oficial da festa que evoca a promessa feita em virtude da proteção da aldeia de Quinta do Anjo, na sequência do terramoto de 1755, tem início agendado para as 20h30 de dia 27, seguida de atuação pela banda da Sociedade de Instrução Musical. Mais tarde, às 22h15, é a vez da Orquestra Ligeira subir ao palco daquela sociedade. A partir das 00h15, o palco da Sociedade de Instrução Musical recebe uma noite dos anos 80, 90 e ano 2000, a cargo do dj Tó Patronilho.
De salientar, ainda, que a 261.ª edição das Festas de Todos os Santos, em Quinta do Anjo,  inclui vários bares e tasquinhas, em que não faltam petiscos e bebidas. As honras de encerramento do certame, no dia 1 de novembro, cabem ao cantor Paco Bandeira.
A Câmara Municipal de Palmela assume-se, uma vez mais, como parceira na concretização desta iniciativa, com a atribuição de um apoio financeiro no valor de 3.500 euros. A este apoio financeiro, somam-se apoios logísticos, técnicos e de comunicação.
A Festa de Todos os Santos da Quinta do Anjo tem registado dimensão e ambição crescentes, procurando afirmar a cultura, os valores e os saberes daquela freguesia.

Tertúlia homenageia Guerra Junqueiro, a voz poética do Portugal republicano



Guerra Junqueiro, considerado como uma das personalidades mais importantes da literatura portuguesa do século XIX, é o poeta evocado na próxima sessão do projeto municipal “Palavras na Nossa Terra”, a realizar no dia 27 de outubro, às 21h00, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo.
               Nesta tertúlia poética, as/os participantes são convidadas/os a conhecer a vida e obra de um dos mais destacados escritores do Realismo, movimento literário que reproduz a ação social e política da segunda metade do século XIX.
               O homenageado, Abílio Manuel Guerra Junqueiro, nasceu em Freixo de Espada à Cinta, Trás-os-Montes, a 17 de setembro de 1850. Em 1866, ingressou no curso de Teologia da Universidade de Coimbra, transferindo-se, dois anos mais tarde, para Direito no mesmo estabelecimento de ensino, curso que concluiu em 1873.
               Guerra Junqueiro sempre revelou vocação para a poesia, figurando-se como uma das promessas neste género literário no final do século XIX. É autor de “Lira dos Catorze Anos”, “Vitória na França”, “O Aristarco Português” e “Baptismo de Amor”.
               Elogiado pelos autores Camilo Castelo Branco e Oliveira Martins em artigos públicos, devido ao poema “A Morte de D. João”, de 1874, passou a colaborar em diversas publicações artísticas e literárias nacionais, tais como “Renascença”, “Branco e Negro”, “Serões”, “Azulejos”, “A Republica Portugueza” e “Atlantida”.
               Guerra Junqueiro, que desenvolveu, também, trabalhos com o ilustrador Rafael Bordalo Pinheiro, faleceu a 7 de julho de 1923 em Lisboa.
               Esta sessão do projeto “Palavras na Nossa Terra” dá continuidade ao projeto de promoção da poesia e da leitura, iniciado em 2015 pela Câmara Municipal de Palmela. A entrada é gratuita.

Biblioteca Municipal de Palmela recebe exposição de pintura de Teresa Ribeiro



A exposição de pintura “Cartografias – In Continuum”, de Teresa Ribeiro, vai estar patente ao público, entre 4 de novembro e 6 de janeiro de 2018, na Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela. A mostra representa o terceiro ciclo de um trabalho que integra “Paisagem Matérica” (1999) e “Espírito e Matéria” (2002). Neste novo ciclo, «em termos plásticos, permanece a mesma interação, emprego e sobreposição de múltiplas colagens de papéis transparentes, translúcidos, opacos, num jogo de luz/sombra que, aliado às pastas de óleo, cores quentes, exaltadas pelas frias, cria um campo tridimensional ambíguo, ilusória profundidade, que se faz e desfaz e cuja duplicidade visual nos remete para o sensorial – caminho etéreo para a interioridade».
Licenciada em Design pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, com Mestrado em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Membro de L´Association des Artistes de France, Teresa Ribeiro participou em diversas exposições individuais e coletivas e foi distinguida com o Prémio do Júri Visitante/Grand Prix do Languedoc – Roussillon | Galerie Jules Salles, Nîmes, França (1995); Prémio de Pintura – Medalha da Cidade de Saint-Galmier/Salon Européen des Beaux Arts, França (1993) e o Prémio de Pintura Abstrata/ Medalha da Cidade Gimont, França (1993).
A exposição poderá ser visitada no horário normal de funcionamento da Biblioteca Municipal de Palmela: 3.ª, 5.ª e 6.ª feira, das 10h30 às 19h00 e 4.ª feira e sábado, das 14h00 às 19h00. Encerra ao domingo, 2.ª  e  4.ª feira no período da manhã e feriados.





A exposição de pintura “Cartografias – In Continuum”, de Teresa Ribeiro, será inaugurada no dia 4 de novembro, às 17h00, na Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela.

International Business Week do Politécnico em Palmela



A 12.ª edição da International Business Week do Instituto Politécnico de Setúbal passa por Palmela, no dia 24 de outubro, para visitar a Casa Mãe da Rota de Vinhos da Península de Setúbal e dar a conhecer às/aos participantes de várias nacionalidades o trabalho que tem sido desenvolvido na região, no campo da produção vinícola e do enoturismo.
A Casa Mãe, enquanto sede da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, será apresentada como um caso de sucesso na criação de parcerias e ativação de dinâmicas empresariais entre empreendedoras/es ligadas/os aos setores do vinho e do turismo. No final, será realizado um brinde comemorativo dos 110 anos da região demarcada do Moscatel de Setúbal.
A International Business Week decorre entre os dias 23 e 27 de outubro, com o objectivo de formar grupos de trabalho multiculturais, onde a diversidade de nacionalidades é encarada como uma mais valia para o desenvolvimento de ideias de planos de negócio. A par das sessões de trabalho, decorre o Seminário Internacional “Living in a Technological World! Entrepreneurship and Innovation in Hospitality & Tourism”. O programa inclui, ainda, visitas a locais de interesse turístico, sendo Palmela parte integrante do roteiro.


Igualdade de género em peça teatral no Pinhal Novo



A peça “Vanessa Vai à Luta”, de Luísa Costa Gomes, está de volta aos palcos numa encenação do grupo EnsAiarte, no dia 27 de outubro, às 21h30, no Auditório Municipal do Pinhal Novo.
Baseada na obra da dramaturga Luísa Costa Gomes, a peça - apresentada em janeiro e em fevereiro com lotação esgotada - convida o público a assistir a uma comédia que explora questões pertinentes da formatação familiar e social de indivíduos, reduzido aos papéis tradicionais de homens e mulheres, com os rapazes entre pistolas e carros e as meninas condenadas às bonecas e tachinhos.
Com dramaturgia e encenação de Célia Figueira, a comédia, classificada para maiores de 6 anos e organizada com o apoio da Câmara Municipal de Palmela, conta com interpretações de José Galvão, Beatriz Pedro, Daniel Ribeiro, Carla Pereira, Nelson Prates e Ana Lagarto.
Para reservas, devem ser contactados os telefones 966 564 933, 915 343 493 ou 212 336 638. 

Marionetas criativas em espetáculo no Poceirão


“Mãos Ao Alto! (Hands Up!)”, teatro de marionetas inovador protagonizado pelo artista holandês Leo Petersen, é apresentado a crianças e adultos no dia 29 de outubro, às 16h00, no Centro Cultural de Poceirão, com entradas a 1 euro.
O espetáculo, organizado pela Artemrede – Teatros Associados e pela Câmara Municipal de Palmela, que integra aquele projeto de cooperação cultural, juntamente com mais 14 municípios,  é dinamizado por Lejo, nome artístico do marionetista Leo Petersen, no âmbito do MANOBRAS – Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas.
               O artista recorre apenas às próprias mãos e a pedaços de madeira em forma de olhos humanos para apresentar personagens inusitadas, como um cão com personalidade, um músico preguiçoso e um pianista hiperativo, inspirados na versão holandesa do programa Rua Sésamo.
               A música clássica e house percorrem a banda sonora da produção, numa mistura hilariante que embala o trabalho das mãos de Leo Petersen.
               Os bilhetes para “Mãos Ao Alto! (Hands Up!)” têm um custo de 1 euro, com reservas a partir dos telefones 212 336 655 ou 935 321 218.


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Eleitas/os para o mandato 2017-2021 tomaram posse com casa cheia

As cidadãs e os cidadãos eleitas/os para a Assembleia Municipal e para a Câmara Municipal de Palmela deram início ao mandato 2017-2021 com a cerimónia oficial de Tomada de Posse, realizada no dia 19 de outubro, no Cine-teatro S. João, em Palmela. A sala encheu para assistir a este momento solene, que se iniciou com um minuto de silêncio pelas vítimas dos fogos que lavraram em Portugal, no passado fim de semana, e prosseguiu com a atuação do Ensemble de Saxofones do Conservatório Regional de Palmela – Sociedade Filarmónica Humanitária.


Um dos momentos mais emotivos da noite foi a homenagem às/aos eleitas/os dos dois órgãos que cessaram funções, como reconhecimento do seu trabalho e do empenho com que se dedicaram à vida das suas comunidades e do seu concelho. 


No seu discurso, depois de ter dado formalmente posse aos novos elementos da Assembleia e da Câmara Municipal, Ana Teresa Vicente sublinhou a dificuldade da «missão de todos os eleitos», de cujo trabalho «dependerá a continuação do crescimento dos indicadores de qualidade de vida que têm caracterizado o concelho de Palmela», realçando, também, o papel determinante no envolvimento das populações e das instituições. 


A propósito do atual cenário político no concelho, Ana Teresa Vicente lembrou que «todos estamos convocados para o exercício de um mandato que (…) deve saber integrar o pluralismo das opiniões, visando sempre o legítimo funcionamento dos órgãos e, sobretudo, o exercício com a maior dignidade da missão de serviço público a que nos vinculamos perante as nossas populações».

Regeneração urbana, transportes e mobilidade são apostas fortes para o novo mandato

A conclusão dos investimentos em curso – caso da ampliação e requalificação das escolas básicas de Águas de Moura, Aires, Cabanas e Quinta do Anjo, da Unidade de Saúde de Pinhal Novo Sul e da consolidação das encostas do Castelo – e a concretização de um novo conjunto de projetos e ações, no âmbito de candidaturas a fundos comunitários, vão continuar a marcar este mandato, dotando cada uma das cinco freguesias de novos equipamentos e infraestruturas.


No entanto, no seu discurso de Tomada de Posse, o Presidente da Câmara revelou que este será um novo ciclo, com uma aposta forte «nos transportes e mobilidade, no reforço da infraestruturação das zonas periurbanas, na reabilitação urbana, na eficiência energética e acessibilidades». Aqui, destaque para «um novo impulso no planeamento e gestão do território», nas suas diversas realidades, desde a defesa e valorização do mundo rural até «duas grandes Operações de Reabilitação Urbana, no Centro Histórico de Palmela e na zona sul de Pinhal Novo». O reforço da conservação e limpeza do espaço público, o investimento nos equipamentos desportivos e na diversidade da oferta e produção cultural, o apoio ao movimento associativo, a valorização do património cultural e natural, a dinamização de uma economia sustentável e a qualificação da oferta turística são mais alguns dos eixos estratégicos definidos para o mandato que agora se inicia, na sequência do trabalho que já vinha a ser realizado.




Álvaro Balseiro Amaro lembrou, também, alguns dos principais desafios que se colocam neste novo ciclo, começando pela descentralização de competências da administração central, em matérias como a saúde, a educação, a intervenção social ou a protecção civil – um desafio que o Município de Palmela não teme, mediante a transferência dos meios financeiros adequados. A desagregação das freguesias de Marateca e Poceirão, a defesa da gestão pública da água, do saneamento e dos resíduos e a reivindicação de investimentos inadiáveis, da responsabilidade do Governo – as tão aguardadas variantes à EN 252 e à EN 379, o reforço de médicos e enfermeiros nos Centros de Saúde e a construção do Pavilhão Desportivo da Escola Secundária de Palmela (está agendada nova reunião com a Secretária de Estado da Educação para novembro) – são reivindicações que o Município continuará a fazer junto de Governo.
O Presidente dedicou, ainda, uma palavra às equipas municipais, reconhecendo as dificuldades que se colocaram nos últimos anos, e sublinhando o seu papel insubstituível na organização e na comunidade.

O envolvimento de todas/os – populações, movimento associativo, instituições, empresas – na vida local, no debate e nas decisões tem contribuído para a qualificação das opções e fazem do concelho de Palmela, um verdadeiro «território de participação e parcerias», que o Município pretende continuar a nutrir e aprofundar nos próximos quatro anos.






Dinâmicas dos Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal debatidas em Palmela


Novos projetos e dinâmicas na área da intervenção social estão em debate, hoje, em Palmela, no Encontro dos Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal, organizado pelos Núcleos do Distrito, com o apoio, entre outras entidades, da Câmara Municipal de Palmela. O Presidente da autarquia, Álvaro Balseiro Amaro, assegurou, naquele que foi o seu primeiro ato público após tomada de posse, que o Munícipio continua «ativo» e «colaborante» na realização de projetos e medidas que contribuam para o desenvolvimento social local do concelho.
A garantia foi deixada na sessão de abertura do Encontro, intitulado “Projetos e Dinâmicas”, que está a decorrer no Cine-teatro S. João, com o objetivo principal de refletir sobre as práticas, dinâmicas e projetos desenvolvidos no distrito pelas entidades parceiras que integram os núcleos locais de inserção. Na ocasião, o autarca sublinhou o «privilégio» que é acolher parceiros de territórios vizinhos para uma reflexão comum e reforçou que o Munícipio «tem procurado caminhar na área social», através «de uma cultura de parceria, assente numa lógica de proximidade a instituições e a projetos locais». Para Álvaro Amaro, este trabalho conjunto para a criação de novas respostas sociais tem como objetivo «a correção de assimetrias sociodemográficas, económicas e culturais». De ressaltar, que o Município «tem manifestado, desde sempre, interesse e disponibilidade» para «acolher, apoiar e participar ativamente em projetos de intervenção social» e «integrar medidas na área do combate à pobreza e à exclusão social».


Maria da Natividade Coelho, diretora de Segurança Social do Centro Distrital de Setúbal, também marcou presença na abertura dos trabalhos e apresentou alguns dados relativos ao ano de 2017. O Distrito de Setúbal conta com mais de 200 técnicas/os dinamizadoras/es de intervenção social descentralizada, «numa relação de grande proximidade territorial com as populações», e existem 19 protocolos de RSI contratualizados para acompanhar, segundo dados oficiais relativos a setembro de 2017, aproximadamente, 8.161 prestações de RSI, abrangendo um total de 18.309 indíviduos.
Durante a sessão de abertura desta manhã, a coordenadora do Núcleo Local de Inserção de Palmela, Lina Ventura, destacou o percurso da medida de política social de Rendimento Mínimo Garantido ao atual Rendimento Social de Inserção, ao longo dos últimos vinte anos.
A governação integrada, considerada como uma fórmula de sucesso para os problemas sociais, como a pobreza extrema ou o desemprego jovem, foi outro dos temas abordados na sessão de abertura do seminário.

O programa prolonga-se ao longo de todo o dia, com debates temáticos e a apresentação de casos de sucesso dos núcleos de inserção do distrito. O encerramento está previsto para as 17h00, com as intervenções do Presidente da autarquia, da Diretora da Segurança Social do Centro Distrital de Setúbal e da vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social.



terça-feira, 17 de outubro de 2017

Encontro reúne Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal



Palmela foi escolhida para receber, no dia 20 de outubro, o Encontro dos Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal, que serve como espaço de partilha e reflexão sobre diversas matérias na área do Rendimento Social de Inserção (RSI).
“Projetos e Dinâmicas dos NLI” é o tema do seminário a realizar no Cine-teatro S. João, entre as 9h30 e as 17h00, dirigido a profissionais da Segurança Social e equipas de protocolo do RSI, bem como a entidades parceiras dos Núcleos de Inserção do Distrito de Setúbal.
Organizado pelos Núcleos Locais de Inserção de  Palmela, Setúbal, Sesimbra, Seixal, Alcochete, Montijo, Barreiro, Moita, Almada, Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines, o seminário destina-se a refletir sobre as trajetórias e impactos da medida Rendimento Social de Inserção, apresentando exemplos de boas práticas, dinâmicas  e  projetos face aos novos desafios da intervenção social.
A sessão de abertura tem início às 09h30, contando com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Palmela, da Diretora de Segurança Social do Centro Distrital de Setúbal e da Coordenadora do Núcleo Local de Inserção de Palmela. Meia hora depois, o seminário propõe “Do RMG ao RSI: Trajetórias e Principais Impactos”, painel a cargo das intervenções de Maria de Assis e Edmundo Martinho, com moderação de Margarida Santos. No período da tarde, o encontro começa a partir das 14h00 com “Governação Integrada: Um Desafio”, por Maria João Freitas e António Brito Guterres, moderados por Cristina Lira.
O Encontro dos Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal - com o apoio, entre outras entidades, da Câmara Municipal de Palmela - inclui, a partir das 15h15, a comunicação “Percurso da Inserção na Ruralidade - Apresentação de um Caso”, pelo NLI de Palmela.
A sessão de encerramento, agendada para as 17h00, está a cargo do Presidente da autarquia, da Diretora da Segurança Social do Centro Distrital de Setúbal e da vogal do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social.
O programa completo do Encontro dos Núcleos Locais de Inserção do Distrito de Setúbal pode ser consultado na página oficial da Rede Social de Palmela, disponível em http://clasp.cm-palmela.pt/.
  

Município de Palmela promove programa Sénior + Ativo – “Saber Comprar”


A Câmara Municipal de Palmela - através do seu Gabinete de Apoio ao Consumidor - em parceria com a DECO, desafiou as onze Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho com valência de Centro de Dia, a realizar sessões de informação sobre várias temáticas relacionadas com direito e informação ao consumidor. O desafio foi aceite, pelo que, entre este mês de outubro (no âmbito da programação Outubro Maior) e abril de 2018, será desenvolvido um conjunto de ações de informação, sob o mote Sénior + Ativo – “Saber Comprar”, com o objetivo de ajudar esta população a conhecer melhor os seus direitos e deveres, saber como exercê-los com confiança e fazer escolhas de consumo mais informadas. Práticas de vendas agressivas, serviços financeiros, serviços públicos essenciais, serviços de apoio doméstico, viagens, saúde e bem-estar são os principais temas a abordar.
No total, serão 77 sessões informativas, com a duração aproximada de uma hora e meia, a decorrer em todas as freguesias do concelho.  Além das/os utentes dos Centros de Dia, as sessões são abertas à comunidade. Mais informações através do telf. 21 233 66 78.

Temas a abordar:

Outubro | Saber comprar: critérios de escolhas acertadas
Novembro | Alerta: práticas enganosas e agressivas
Dezembro | Serviços financeiros: cuidados e benefícios para seniores
Janeiro | Serviços públicos essenciais: os seus direitos
Fevereiro | Lar doce lar: serviços de apoio
Março | Lazer e turismo: viajar com direitos

Abril | Saúde, bem-estar e envelhecimento ativo